El Pelegrino em Amsterdam


Pelo Caminho:

Pela Europa:

Pelo Brasil

El Pelegrino em Amsterdam

Cheguei em Amsterdam ainda pela linha férrea, após assistir a última partida da Copa do Mundo 2010 nos telões do Fifa Fan Fest em Berlim, eu estava literalmente acabado.


O bom que dividi a cabine do trem para Amsterdam, com uma família de brasileiros, era muita coincidência e não pude evitar de pensar em como o Universo consegue fazer as coisas darem certo pra mim!


Torcedores holandeses a espera da selecao nacional

Conversei um pouco com eles e acabei caindo em sono profundo muito cedo, meio que de cansaço e embriaguez. A família faria conexão no meio do trajeto e não os vi partindo.


Quando acordei já me encontrava território holandês, com os guardas da imigração ao meu lado, solicitando os meus documentos. Meio que sonolento e cheio de ressaca, entreguei o meu passaporte e fui liberado para seguir viagem.


Amsterdam é conhecida pelo fato de o uso de drogas ser liberado e que o governo investe na prevenção distribuindo seringas descartáveis, pra evitar as doenças que este público está sujeito.


O fato é que nem todos que visitam esta cidade estão lá por causa disso. Mas a curiosidade sobre como toda essa política funciona é grande.


A rede de canais e rios que cortam Amsterdam é imenso, apesar do cheiro nem sempre ser agradável, um passeio de barco pela cidade é muito comum entre os turistas.


A cidade conta com vários locais para visitação. Tem a primeira fábrica da Heinekem, o Museu do Van Gogh, Museu de Cera da Madame Thoussand (tipo o de Londres), passeio guiado pelas Ruas de Amsterdam (muito bom!), Red Light District (Distrito da Luz Vermelha), passeio de bike, ou seja, muito mais do que só Coffee Shop!


Canais navegáveis de Amsterdam

Uma das coisas mais interessantes que descobri foi o significado do símbolo da cidade de Amsterdam, que são os 3 "Xs", XXX, representando as três calamidades que os cidadãos da cidade já enfrentaram.


Que foram as enchentes, os incêndios e as pragas, tudo na era medieval. No Brasil as calamidades são bem diferentes, que não convém citá-las aqui.


No final do dia, nada mais natural do que se sentar num dos pubs e ficar observando o vai e vém dos turistas procurando mais uma atração a ser conhecida em seus mapas e guias. Naturalmente, os moradores locais seguem suas vidas e voltam pra suas casas em bicicletas personalizadas.


Outra coisa interessante e que se destaca bastante é o trânsito dessa cidade. Literalmente caótico, muitas bicicletas, pequenas motocicletas, carros, bondes e gente andando pelas ruas. Não sei como, mas não vi nenhum tipo de acidente!


Minha única decepção em Amsterdam foi quando visitei a Catedral da cidade. Apesar de ser de muito grande e bonita por fora, não há muito o que se ver do lado de dentro.


Infelizmente a visita é paga e mesmo transformada em museu as atrações não são muitas. Destaque para os vitrais e para o altar, mas a grandiosidade mesmo é só o tamanho. A religião oficial na Holanda é protestante, com a Rainha como líder da Igreja.


Catedral ou Museu de Amsterdam?

Ou seja, nem tudo é o que parece em Amsterdam, afinal a última coisa que você vai encontrar num Coffee Shop será café expresso!