El Pelegrino em Londres


Pelo Caminho:

Pela Europa:

Pelo Brasil

El Pelegrino em Londres

Foi uma batalha pra entrar em Londres, dessa vez as coisas não saíram tão bem quanto eu gostaria.


Mais uma vez o excesso de bagagens me atrapalhou bastante e pela primeira vez tive que pagar pra despachar o meu bastão, 22 euros pra embarcar o meu companheiro.



Setas indicativas no Hyde Park


A imigração inglesa é bastante burocrática, recebi uma aula de como eu deveria fazer para ser um bom mochileiro. Isso tudo aconteceu apenas por eu não ter conseguido imprimir as reservas do albergue e tudo mais.


Outra coisa marcente em Londres, é que a maioria dos albergues são do tipo BB, Bed & Breakfast. Tive o azar de ficar em um albergue ruim, mas como de costume não dei muita importância.


Como os dias na primavera e verão são mais longos a tática que usei foi a seguinte, só sair do albergue depois das 12h00 e só voltar depois das 22h00.


O transporte de Londres é o mais caro que encontrei na Europa. Não que seja muito nescessário, os lugares mais badalados são perto uns dos outros.


Imperdível, passeio no Hyde Park, visita ao Palácio de Buckingham, Madame Thoussand, Big Ben, Torre de Londres e ponte de Londres, Chinatown, Soho, pubs, peixe com fritas e muitos museus com entrada gratuíta.



Red Bus - Transporte tipico de Londres


Outra maravilha de Londres é na hora de fazer compras. Promoções em todas as lojas, roupas, eletro-eletrônicos, CDs, DVDs, perfumaria, etc e tal...


Fiquei impressionado com a quantidade de gente que vai pra Londres apenas pra fazer compras. Infelizmente não pude comprar muita coisa, pois já estava com excesso de bagagem e ainda tinha mais uma cidade em meu roteiro.


Então fica a dica deixe Londres sempre por último. Outra coisa importante, prefira usar o cartão de crédito, pois na conversão das moedas (euro X libras) se perde bastante em taxas de câmbio.



Trafalgar Square - Muito movimentado


Ótima opção de lazer é comprar o seu almoço nos supermercados de Londres e ir para os diversos parques espalhados pela cidade. Além de ser normal entre os britânicos é bastante econômico.