Etapas do Caminho Francês - El Pelegrino no Caminho de Santiago. 



Etapas
Caminho Francês:

Pelo Caminho:

Puente la Reina / Estella - 22,4 Kms


Rota do Caminho Francês - Etapa 5


Após mais uma noite de descanso, o Caminho de Santiago de Compostela segue rumo à Estella.


As setas atravessam o povoado em direção a ponte românica, do século XI, que cruza ao Rio Arga e dá nome ao vilarejo de Puente la Reina.


A construção da ponte é atribuída a uma rainha, não sabe-se ao certo se foi Dona Mayor, esposa do Rei Sancho “O Mayor”, ou Dona Estefania, esposa do Rei Garcia de Najéra. Mas sem dúvida, é a importância que a ponte desempenha desde a sua construção.


O local é lugar de parada obrigatória para fotos, pois é uma das mais belas pontes do Caminho Francês.


Assim, o Caminho segue entre pequenas plantações de azeitona e grãos, margeando a carretera NA-1110.


Ao longe já é possível ver no alto do morro o pequeno vilarejo de Cirauqui.


Após uma subida intensa, o peregrino se depara com uma pequena praça, onde pode-se beber um café, tomar uma água e descansar um pouco.


Há um pequeno albergue, com 28 camas, nesse povoado, boa opção para quem decidiu avançar um pouco e não parou em Puente la Reina.


O passeio pelas ruelas de Cirauqui é bem interessante, e o peregrino mais atento vai ter a oportunidade de selar a sua Credencial com um carimbo do pequeno vilarejo.



Vista ao longe do pequeno povoado de Cirauqui.


Descendo uma pequena ladeira o peregrino segue novamente no meio de plantações de trigo e aveia até o povoado de Lorca, tendo ainda a carretera como companheira.


A dificuldade nessa etapa do Caminho Francês é quase inexistente e o peregrino que dispuser de poucos dias disponíveis, vale a pena pensar em andar um pouco mais e assim ganhar mais tempo lá na frente. O tempo médio para finalizar essa etapa é de cinco horas.


O vilarejo de Lorca está a apenas cinco quilômetros de Cirauqui, mesmo sendo menor que o povoado anterior, pode-se encontrar dois albergues para repouso, com internet wi-fi, banho quente, serviço de bar e restaurante.


Para quem estiver com algum problema e esteja com dificuldade para caminhar, existe a possibilidade de se pegar um ônibus nessa cidadezinha, tanto em direção à Estella, quanto na direção à Pamplona.


Ao iniciar uma jornada como essa, o peregrino deve estar ciente que a fadiga muscular é muito intensa nas etapas iniciais do Caminho de Santiago, mas com o passar dos dias, o corpo vai se fortalecendo e se acostumando com o fardo diário.


Após cinco dias caminhando, o peregrino começa a conhecer outros peregrinos, que acabam se tornando companheiros de estrada.


Uma caminhada é mais interessante e animada quando acompanhada de uma boa conversa. Isso ajuda bastante a diminuir a distância e passar o tempo nas etapas.


Ao atravessar o segundo túnel por baixo da carretera, o Caminho chega aos arredores de Vilatuerta. Nesse pequeno povoado, há a possibilidade de abastecer o cantil na pequena fonte situada na praça da cidade.


A cidade de Estella não está a mais de 4 quilômetros e sem nenhum tipo de obstáculo mais difícil. A partir de Vilatuerta são apenas trinta minutos de caminhada para se chegar nos arredores de Estella.



Igreja do Santo Sepulcro, séc. XII, Estella.


Ao entrar na cidade, o peregrino já é agraciado com uma das mais belas construções da cidade, a Igreja do Santo Sepulcro, séc. XII ao XIV, com os santos apóstolos de Cristo decorando a sua fachada.


Há cinco opções de hospedagens em Estella. O albergue municipal, administrado pela Associação dos Amigos do Caminho de Estella, funciona o ano todo e possui cozinha equipada, internet, água quente, etc.


Estella possui um belo centro histórico para visitar. Sua origem se deu a partir do pequeno povoado Basco de Lizarra, seus habitantes eram em sua maioria campesinos e dependiam do Rei de Navarra.


Nos finais do séc. XI estava se configurando o Caminho de Santiago Real e para facilitar aos peregrinos a possibilidade de pernoite, nasceu uma nova cidade, Estella-Lizarra.


Em 1090, o Rei Sancho Ramirez outorgou isenção de impostos aos comerciantes que ali se instalassem, melhorando a assistência aos peregrinos.


A festa mais tradicional da cidade acontece no domingo que antecede o dia 30 de Novembro, dia de San Andrés, quando celebram a Feira do Gado.


Os homens participam da procisão, em homenagem ao Santo, vestidos de branco com faixas e lenços coloridos. Vão bailando ao som e ritmo de Wagner até a prefeitura.


Na gastronomia, “El gorrín assado” (leitão assado) com “Ensalada” e um saboroso vinho tinto, ou claro, procedente da região é a melhor indicação. Como sobremesa “Queso de Urbasa” e para facilitar a digestão um copinho de “pachará” (licor de anis com especiarias).


Para os dias frios, um prato de “calvotes”, feijões com toucinho, é a melhor opção. Na primavera, a sugestão é degustar “espárragos frescos” ou “menestra de verduras", que vem acompanhada de alcachofras e aspárgos entre outras verduras.


Há também os “pimientos del piquillo”, pimentões recheados de carne ou peixe, uma boa pedida em qualquer época do ano.



Topografia da 5ª etapa do Caminho Francês



Albergues da etapa:

  • 36 - Albergue de peregrinos Lurgorri
  • Endereço: C/ Esperanza, 5, bajo
    Localidade: Mañeru (Navarra)
    Telefone: 686 521 174
    Site: www.lurgorriaterpea.wordpress.com
    Propriedade: Privado
    Administração: Privado
    Manutenção: Koldo Núñez
    Obs: Café da manhã a partir das 7hs00. Piscina Municipal disponível no verão.



  • 37 - Albergue Maralotx de Cirauqui
  • Endereço: Calle San Román, 30
    Localidade: Cirauqui (Navarra)
    Telefone: 678 635 208
    Propriedade: Privado
    Administração: Privado
    Manutenção: Ainhoa Markiegi



  • 38 - Albergue de Villatuerta
  • Endereço: C/ Rebote, 5
    Localidade: Villatuerta
    Telefone: 948 53 60 95
    E-mail: hola@lacasamagica.eu
    Site: www.alberguevillatuerta.com
    Propriedade: Privado
    Administração: Privado
    Manutenção: Simone y Miguel
    Obs: Café da manhã disponível das 6hs00 às 8hs00, jantar a partir das 18hs00.



  • 39 - Albergue la bodega del camino
  • Endereço: C/ Placeta 8
    Localidade: Lorca (Navarra)
    Telefone: 948 54 13 27, 608 83 06 11
    E-mail: info@labodegadelcamino.com
    Site: www.labodegadelcamino.com
    Propriedade: Privada
    Administração: Privada
    Manutenção: Marisol Suescun



  • 40 - Albergue Juvenil Oncineda
  • Endereço: C/ Monasterio de Irache, 11
    Localidade: Estella (Navarra)
    Telefone: 948 55 50 22, 948 55 39 54
    E-mail: info@albergueestella.com
    Site: www.albergueestella.com
    Propriedade: Municipal
    Administração: Escur, SL
    Manutenção: Amaia García, José Antonio Sanz.
    Obs: Albergue Juvenil, não exclusivo para peregrinos. Boufet de café da manhã a partir de €5, alomoço e jantar a partir de €10. Recomenda-se reservar!



  • 41 - Albergue parroquial San Miguel
  • Endereço: Mercado Viejo, 18
    Localidade: Estella (Navarra)
    Telefone: 615 451 909 (Albergue), 948 55 04 31 (Parroquia)
    E-mail: j.miguelarellano@gmail.com
    Propriedade: Parroquia de San Miguel
    Administração: Parroquia de San Miguel
    Manutenção: José Miguel Arellano e hospitaleiros voluntários.



  • 42 - Albergue de ANFAS de Estella
  • Endereço: C/ Cordeleros 7, bajo
    Localidade: Estella (Navarra)
    Telefone: Albergue: 639 011 688 / Oficinas ANFAS: 948 55 45 51
    E-mail: albergue@anfasnavarra.org
    Site: www.anfasnavarra.org
    Propriedade: ANFAS (ASOCIACION NAVARRA A FAVOR DE LAS PERSONAS CON DISCAPACIDAD INTELECTUAL )
    Administração: ANFAS
    Manutenção: Ainhoa
    Obs:Caso o albergue esteja fechado, perguntar por Ainhoa.



  • 43 - Hospital de Peregrinos de Estella
  • Endereço: C/ La Rúa 50
    Localidade: Estella (Navarra)
    Telefone: 948 55 02 00
    E-mail: caminodesantiagoestella@gmail.com
    Propriedade: Municipal
    Administração: Asociación de Amigos del Camino de Santiago de Estella
    Manutenção: Asun Jover Armañanzas










topo