Visite a Cidade de Berlim na Alemanha com ElPelegrino. 



Dicas ao viajante:

El Pelegrino em Berlim

Após algum tempo peregrinando com vários alemães no Caminho de Santiago, me deu uma vontade enorme de conhecer este país e tive uma agradável surpresa.


Portão de Brandeburgo


De acordo com o meu guia-bíblia, na Alemanha existem mais de 1.500 tipos de cerveja.


Tentei experimentar o máximo que pude, mas a missão é impossível.


Em Berlim, consegui minha primeira hospedagem decente, num belíssimo Hotel de 3 estrelas por 40 euros em quarto individual com banheiro e tv a cabo.


A cidade possui um sistema de transporte bem elegante, o ticket é unificado, vale pra tram (tipo de bonde), trem, metrô e onibus por até duas horas.


Têm tickets que possuem a validade diária, dependendo de quantas conduções irá usar, sai mais em conta.


A maior doideira é que a fiscalização acontece justamente quando o transporte fecha as portas.


Então você não pode esquecer de validar o ticket na hora que entrar na composição, pois você pode receber uma multa de 50 euros por este esquecimento.


Dom (Catedral) de Berlim


Peguei as finais da Copa do Mundo em Berlim, Fifa Fan Fest, foi espetacular assistir os jogos por lá.


Em Berlim têm muita coisa pra se ver e para se fazer.


Os pontos turísticos mais badalados são: portão de Brandeburgo, Muro de Berlim, Check-Point Charlie, Catedral de Berlim, Parlamento, Museus, passeios de barco, passeios de bicicleta de barril de cerveja, passeios de ônibus balada, museu dos horrores.


Existem muitos monumentos em homenagens aos Judeus e para lembrar do holocausto.


Ou seja, é uma cidade belíssima com muitas atrações pra visitar.


Então tem que andar muito e ter muita disposição pra conhecer tudo.


Mas se pintar o cansaço, visite um verdadeiro botequim Carioca, cerveja Brahma gelada e coxinha de galinha, você com certeza só vai encontrar na LinienStrasse!


Botequim Carioca em Berlim







Acomodações em Berlim

Berlim é uma das cidades mais intrigantes que visitei nessa Roadtrip.


Cheguei com a curiosidade de saber da sua história, cultura e da reconstrução pós 2ª Guerra.


Toda a mesclagem do novo com o antigo presente em cada canto da cidade.


Então qual o melhor lugar para ficar nessa imensa cidade?


Escolhi me hospedar no lado oriental de Berlim, afim de saber mais sobre a rotina diária dos berlinenses.


Estação de Friedrichstrasse


Minha escolha foi o Hotel Pankow, situado na Pasewalker Str. 14-15.


Um hotel de duas estrelas, com acomodações modestas, mas com um boa qualidade.


Quarto privativo com banheiro, cama confortável, toalhas limpas e televisão a cabo.


Depois de dois meses na estrada, compartilhando quartos com jovens de todas as tribos, me senti como um rei.


Não que a televisão fizesse alguma diferença, afinal eu não entendo uma palavra em alemão.


Quarto Hotel Pankow


Eu já estava sentindo saudades da privacidade, tranquilidade e silêncio de um quarto de hotel.


A distância do hotel do centro histórico de Berlim não foi problema.


Pelo contrário, deixou a minha estadia mais interessante, pois fiquei bastante familiarizado com o sistema de transporte da Cidade.


Eu tinha que pegar um pequeno bonde, chamado de Tram e depois pegar o S-Bahn até a estação de Friedrichstrasse.


O melhor lugar de Berlim para se iniciar um tour.


É claro que Berlim oferece dezenas de lugares para se hospedar.


A rede hoteleira é de primeira qualidade e com certeza tem um lugar especial para você.


Muro de Berlim


Vale lembrar que os albergues localizados próximos as atrações turisticas são mais disputados e cheios.


Mas garanto que existem preços mais em conta e bem confotáveis.


Para encontrar um bom lugar para ficar em Berlim não é muito difícil.


Vocé pode fazer uma pequena pesquisa nos sites especializados no assunto.


Os sites Booking.com, www.hostelsworld.com, www.hostelsclub.com e www.travellerspoint.com são os mais famosos e completos para a busca de albergues e hotéis em toda a Europa.








Atrações de Berlim

Por onde começar?! Essa foi a minha primeira dúvida!


Muro de Berlim, Portão de Brandemburgo, Topografia do Terror, Memorial do Holocausto e Checkpoint Charlie são algumas das atrações que lembram o passado desse país.


Interessante?! É claro!


Estação de Friedrichstrasse


Mas existem coisas mais interessantes para se descobrir nessa Cidade e foi isso que eu procurei encontrar!


Meu ponto de partida foi a estação de Friedrichstraße, bem localizada e com toda estrutura necessária para um viajente.


Além de ter vários restaurantes e pequenas lojas, possui também uma imensa loja de conveniência.


Usei esse estabelecimento como meu ponto de referência, todas as informações que eu precisava eram fornecidas com muita educação e riqueza de detalhes.


Me tornei um frenquentador assíduo, mas não era só isso que me atraía nessa loja.


A maior atração desse lugar era uma parede de 20 metros, com geladeiras e uma variedade de cervejas de todos os tipos. Eu estava no paraíso dos cervejeiros!


De acordo com o meu guia, existem mais de mil tipos de cervejas em toda a Alemanha.


Missão impossível experimentar todas, mas fiz o meu possível para provar o maior n° possível.



Estação de Friedrichstrasse



Outra informação importante que o meu guia me passou foi que a quantidade de tipos de salsichas é tão grande quanto o número de cerveja.


Decidi conhecer mais da vida cotidiana dos berlinenses, tentar descobrir como um povo que foi derrotado em duas grandes guerras, podem ser tão fortes. Tive que beber muita cerveja pra descobrir!


Ali mesmo em Friedrichstraße se encontram o Friedrichstadt Palast, considerado o maior palco de espetáculo do mundo.


Com shows, espetáculos e festivais de cinema duranto todo o ano. Os preços são acessíveis e variam de acordo com o lugar escolhido.


Uma das atrações que mais chamaram a minha atenção em Berlim foi a torre de TV, ou se preferir Berliner Fernsehturm.


Pode ser vista de diferentes pontos da cidade e possui um restaurante panorâmico e giratório, com vista 360° de toda a cidade. Realmente é impressionante!


O acesso é feito em 40 segundos por elevadores, que sobem 203 metros de altura até a cobertura, onde se encontra o bar mais elebado de Berlim.



AlexanderPlatz



Conhecê-la de perto é quase que obrigatório. Me dirigi a Alexanderplatz, lugar turístico e histórico.


Duramente bombardeada na segunda guerra, além de abrigar a torre de TV ou Fernsehturm, também é o local de encontro de jovens que dançam e cantam Hip-hop próximos ao relógio Weltzeituhr.


Este relógio é famoso, marca a hora em diferentes e importantes cidades do Globo terrestre.


Você também encontra nessa praça o chafariz Brunnen der Völkerfreundschaft (dificil!).


Esse chafariz celebra a amizade entre os povos e dá um grande significado a essa Praça.


Ficar sentado num dos bares presentes na Alexanderplatz e observar o cotidiano da cidade é obrigatório.


Aproveite e experimente uma das cervejas feitas de fruta, muito refrescantes!



Weltzeituhr



A arquitetura de Berlim é um outro atrativo bem peculiar. Prédios antigos misturados com novas contruções é muito interessante.


Isso me fez conhecer o prédio onde funciona o Parlamento federal alemão, "Bundestag".


O Palácio de Reichstag fica próximo ao Portão de Brandemburgo e a visita é gratuita.


O prédio tem mais de 100 anos de existência, já foi incendiada e reconstruida algumas vezes.


O que mais me atraiu foi a tecnologia empregada nesse prédio que aparantemente é antigo, mas muito moderno.


Alguns arquitetos ficariam orgulhosos com o que fizeram ali. A cúpula de vidro no topo do parlamento tem várias utilidades.


Recebe e distribui a luz do sol durante o dia, através de jogo de espelhos muito bem posicionados.



Reichstag



A abertura no topo possibilita a entrada da água da chuva ou neve, essa é reutilizada nos banheiros ou na climatização do ambiente.


A visita termina no topo do prédio, onde a vista também é muito interessante. Pode se ver outros pontos turísticos, é só escolher!


Perto do Parlamento, pode-se visitar o Portão de Brandemburgo e o Memorial aos Judeus Mortos na Europa.


Andar no meio dos blocos que fazem parte do memorial é muito legal, só não vale ficar pulando no topo deles!


Quero frizar que Berlim é muito mais do que as lembranças da guerra-fria.


A cidade é muito bonita, com muitos parques, passeios de barco no Rio e diversos passeios.


Você pode conhecer a cidade a pé, de bike, de BierBike, BusPartie, Bus (n° 100 e 200), de charrete, Tram, Metrô...



Passeio de BierBike



São tantas opções e atrações que ficar parado é sua última alternativa!







Pérolas de Berlim

Minha primeira dica para os visitantes dessa linda cidade vai ser quanto ao sistema de transporte. O ticket de metrô é válido por 2 horas após a validação em qualquer transporte público.


Ao comprar o bilhete em um dos pontos de venda, pode ser uma loja de conveniência ou nas máquinas automáticas presentes em plataformas, você têm que validá-lo ao entrar no metrô ou ônibus.


maquina de validação de tickets

Procure as máquinas amarelas ou vermelhas, geralmente no meio ou entrada das composições para efetivar a validação.


Por que isso é importante?! Simples, o sistema de transporte de Berlim não existe o controle de acesso por catracas. Quem controla é o próprio usuário.


O Estado passa a responsabilidade de controlador para o passageiro. Você pode estar pensando em andar de graça por isso.


Mas, eu te garanto que você vai se surpreender quando, em determinado momento e do nada, aparecerem dentro das composições fiscais solicitando o seu bilhete de viagem.


Se for pego viajando sem bilhete ou com um não validado, além de multa alta a ser paga na hora, você passará o maior constrangimento.


Os fiscais desmoralizam publicamente os viajantes desinformados e mesmo sem entender uma palavra em alemão, você saberá o que estão falando.


Metrô de Berlim

Claro que, a sua viagem será interrompida até resolver todo o processo burocrático e pagar a multa em torno de € 40. Por favor, não cometa essa gafe por lá!


Outra dica é saber em qual Zona de transporte você se encontra e para quam Zona irá. Isso é fácil, a Zona A é composta por Berlim Central, Zona B faz a periferia e por final a Zona C (acesso ao aeroporto).


Agora vamos as contas! O ticket individual, ticket para 4 viagens, ticket semanak, ticket mensal, para bikers, acompanhantes de pessoas com necessidades especiais e grupos.


Muitas opções e preços diferenciados, faça as conta e escolha a melhor opção. Mas não obstrua o acesso a máquina.


Ainda tem os tickets especiais para turistas, como o Berlim CityTourCard e o Berlim WelcomeCard. Esses dois possuem tarifas e descontos promocionais para restaurantes, museus e uma infinidade de outras atrações.


Para finalizar, visite o site da companhia de transporte BVG (em inglês) e saiba mais sobre tarifas, mapas e opções.


Site BVG - Companhia de transporte de Berlim

Agora que você já tem uma noção de como chegar aos lugares, que tal caminhar um pouco?!


Berlim é um ótimo lugar para se caminhar. Os pontos turísticos são próximos um do outro e sempre há uma praça, parque ou um banco a beira do rio pra descansar.


Aproveite e experimente a comida e bebida local. é comum você ver os Berlinenses curtindo a tarde de sol, junte-se a eles.


Um ótimo lugar para se conhecer em Berlim é o Botequim Carioca.


Esse barzinho localizado na Linienstraße 160, é um ótimo lugar pra juntar a galera e se sentir como se tivesse na Cidade Maravilhosa!


Não deixe de experimentar a porção de coxinhas de galinha acompanhado com um chopp estupidamente gelado. Vale a pena conferir!


Botequim Carioca

Outra dica importante! Apesar dos mais velhos se negarem a falar em inglês, eles compreendem muito bem.


Se for necessário solicitar alguma informação, apele para a lingua universal dos viajantes e gesticule bastante. Sempre dá certo!


Os jovens alemães por sua vez, são muito simpáticos e prestativos, mas nem sempre dão a informação correta. Por isso, vale sempre a pena perguntar mais de uma vez.


Quanto a segurança, não vi nada que pudesse me preocupar. Vale as dicas de sempre, afinal, sempre tem alguém de olho em viajantes descuidados!


Pôr do Sol na Beira do Rio Spree

Em Berlim sempre há uma balada noturna. Procure informações nos periódicos distribuídos gratuitamente nos metrôs ou pergunte na recepção do seu albergue/ hotel.







Mapas de Berlim

Andar em Berlim é um pouco mais complicado do que as cidades que visitei.


As ruas não seguem o padrão de ruas paralelas e os quarteirões são imensos.


Saber como chegar nos pontos de seu interesse com antecedência é muito importante.


Tenha sempre como referência uma estação de metrô.




Não que seja difícil andar por Berlim, as ruas são largas e bem sinalizadas.


Os pontos interessantes são próximos um do outro e de fácil acesso.


A rede metroviária é bem extensa, dividida em S (superfície) e U (underground - subsolo).


Existem algumas dicas de como pagar menos na compra dos tickets, mas não vou entrar em detalhes agora.


O Tram ou bonde de superfície é muito interessante para um passeio descompromissado.


Os ônibus de n° 100 e 200 passam pelos principais pontos de Berlim, opção muito barata de passeio.


Mas como bom peregrino é sempre bom caminhar no final do dia.


Lembrando que, apesar de não ter visto nenhuma ocorrência policial, tome sempre cuidado com os seus pertences.


Metro de Berlim


Baixe os mapas de Berlim nos links abaixo:








Albúm do mochileiro!






topo