Visite a Cidade do Porto em Portugal com ElPelegrino. 



Dicas ao viajante:

El Pelegrino em Porto

Eu cheguei a Cidade do Porto através do Caminho Português ao revés, ou seja, caminhando desde Santiago de Compostela em 2011.


Igreja da Sé no centro histórico da Cidade do Porto.



É claro que essa não é a melhor maneira de se chegar na Cidade, que conta com aeroporto, estação de trens e rodoviávias.


A idéia de fazer o Caminho Português ao revés surgiu após conhecer uma peregrina desta cidade.


Como é comum entre peregrinos conversar sobre a sua cidade de origem, ela nos apresentou a cidade contando todos os detalhes do Porto enquanto caminhávamos.


Tive que conferir de perto, afinal, a Cidade do Porto é caminho para o Santuário de Fátima, distante apenas 199 kms dali.


A cidade é a segunda maior de Portugal e conta com uma população em torno de 240.000 habitantes em seu município sede de mesmo nome.


A minha amiga tratou da reserva do albergue, localizado no centro histórico e perto da Catedral da Sé, e me apresentou a cidade pelos três dias que passei por lá.


A cidade conta com uma rede de transporte muito similar a Lisboa, com ônibus e metrô. É muito fácil encontrar com brasileiros caminhando de um lado para o outro.


Vista Cidade Baixa da Igreja da Sé.



A proximidade cultural com os brasileiros fez com que os Rodízios de Carnes fossem importados para a cidade do Porto, onde me confidenciaram ser muito apreciada por ali.


Mas o Porto tem outras curiosidades muito interessantes , como a "francesinha", um tipo muito diferente de sanduíche inventado na cidade do Porto.


É claro que a cidade do Porto é mundialmente conhecida pelo seu vinho, o "Vinho do Porto", que na verdade não é vinho e sim um licor muito apreciado.


O seu centro histórico é classificado como Patrimônio Mundial pela UNESCO, pelas suas belas pontes e sua arquitetura contemporânea e antiga.


Para nós brasileiros amantes de futebol, não poderia deixar de citar uma das ou talvez a principal equipe de futebol de Portugal, o Futebol Clube do Porto, onde muitos jogadores brasileiros jogaram.


Ah tá! Tem também a Universidade do Porto, colocada entre as 200 melhores a nível mundial e entre as 100 melhores universidades da Europa.


Eleita em 2012 e 2014 como o "Melhor Destino Europeu", distinção atribuída anualmente pela European Consumers Choice e em 2013, como "Melhor Destino de férias na Europa" pela Lonely Planet.


Vista noturna da Ponte Maria Pia.



Agora chegou a minha vez de passar algumas dicas dessa cidade que além de ser muito "Gira" é bastante agradável em qualquer época do ano!








Acomodações no Porto

A cidade do Porto é a segunda maior em Portugal e possui uma rede de hospedagens bem ampla, afinal é uma das cidades mais visitadas de toda a Europa.


Porto Gallery Hostel



Foi a primeira vez que não me preocupei em fazer reservas em algum albergue, já que me encontrava ainda em peregrinação e peregrino não reclama, agradece!


A escolha foi feita por uma amiga peregrina que conheci no Caminho Francês e posso dizer que foi uma bela escolha.


Fiquei no albergue Porto Gallery Hostel, localizado na Rua Miguel Bombarda, 222, no centro histórico da cidade.


O Hostel encontra-se envolvido pelos pontos mais atrativos do Porto tais como museus, monumentos, jardins, restaurantes e bares.


O prédio data do início do século passado e foi totalmente restaurado para responder às necessidades dos hóspedes, com um ambiente relaxante e familiar.


O hostel oferece desde:
  • Galeria de Arte e Biblioteca, onde poderá apreciar as exposições de diversos artistas, ler um livro ou acessar à internet;
  • Jardim de inverno com Lounge Bar, onde poderá socializar e encontrar uma seleção de bebidas tais como vinhos do Porto e vinhos regionais, entre outras bebidas;
  • Sala Multiusos, onde poderá relaxar e ver um filme em formato Home Cinema;
  • Cozinha completa, onde são servidos o café da manhã e organizados eventos e jantares temáticos.
A diária para um quarto compartilhado com seis pessoas, com direito a um bom café da manhã, fica na faixa de preços dos encontrados na Europa.


A senhora que aparece na foto abaixo é brasileira, me deu várias dicas de passeio e compras pela cidade, além de ser uma ótima contadora de causos engraçados da vida cotidiana do Porto.


Porto Gallery Hostel



É claro que no Porto tem dezenas de opções e o que vale para o mochileiro é um bom lugar para guardar a mochila sem se preocupar.


Encontre a melhor opção de hospedagem em Porto no painel abaixo:








Atrações do Porto

A maioria das atrações da cidade do Porto se encontra no seu Centro Histórico, eleita Patrimônio Mundial pela UNESCO, e na baixa da Ribeira, de onde se pode ter uma vista privilegiada da ponte metálica Luís I.


Vista ao longe da Ponte Metálica Luís I.



Iniciando o passeio pela cidade pela Sé Catedral do Porto, concluída no século XIII, embora tenha sofrido muitas alterações ao longo dos séculos. Com belas talhas, pinturas, esculturas, tesouros de arte sacra e uma rosácea românica, além da bonita Capela Batismal, revestida de mármores policromos, com belos azulejos barrocos no claustro e varanda. Se ainda estiver portando sua credencial de peregrino, também é possível acrescentar mais um carimbo a sua coleção.


A Torre dos Clérigos, em estilo Barroco, foi concluída em 1763 e domina o centro antigo da cidade. É a mais alta do género no país, e os visitantes podem subir os seus 225 degraus para admirar as vistas. A adjacente Igreja dos Clérigos é um excelente exemplo de síntese dos estilos arquitectónicos Barroco e Rococó e exibe uma elaborada fachada, belas talhas e um notável órgão de tubos de 1774.


Exibindo uma imponente fachada neoclássica, o antigo Palácio da Bolsa do Porto foi construído no século XIX. A sua mais famosa atração é o Salão Árabe, de exuberante estilo mourisco e inspirado no Palácio de Alhambra, em Granada, muitas vezes usado como sala de recepção de chefes de Estado visitantes. A majestosa decoração do interior inclui esculturas, pinturas e frescos da autoria de muitos mestres portugueses.


Projetada para o evento Porto Capital Europeia da Cultura em 2001, a Casa da Música é uma dinâmica e moderna sala de concertos dedicada à criação e celebração da música. É também um importante centro cultural com visitas guiadas, workshops, um restaurante e vários bares onde os visitantes podem descontrair.


Jardim do passeio alegre.



Rodeado por vastos jardins usados para eventos ao ar livre, o Museu de Arte Contemporânea de Serralves ocupa um moderno edifício projetado pelo arquiteto Álvaro Siza Vieira. Dispõe de uma notável colecção de obras nacionais e internacionais posteriores a 1960.


A antiga e austera sede do Tribunal da Relação é um dos edifícios mais emblemáticos da história do Porto. Iniciada em 1765, a estrutura de formato triangular foi concebida para abrigar também a Prisão do Tribunal da Relação, à qual deve hoje o nome. Numerosas personalidades passaram pelas suas celas, incluindo Camilo Castelo Branco, que escreveu o seu famoso romance Amor de Perdição enquanto esteve aqui detido. Desde 2001, o edifício abriga o Centro Português de Fotografia, mas continua a manter muitos dos traços originais.


O edifício do Instituto dos Vinhos do Douro e Porto encontra-se no coração do centro histórico do Porto e abriga a instituição responsável pela qualidade e autenticidade dos vinhos do Douro. No átrio de entrada, em pedra, podem apreciar-se as mais importantes datas da história da produção desses vinhos.


O Jardim de São Lázaro é o mais antigo jardim municipal do Porto e encontra-se repleto de antigas tílias, magnólias e acácias, além de canteiros, belas esculturas, um coreto e um chafariz em mármore que pertenceu ao convento de São Domingos.


O esplendor e beleza poética do Jardim do Passeio Alegre tornam-no um dos mais apreciados pelos portuenses. Situado nas margens da foz do Douro, este belo jardim romântico foi inaugurado em 1870 e possui árvores centenárias. O seu chafariz, desenhado por Nicolau Nasoni, é um monumento nacional, e o café Chalé Suíço foi um importante lugar de encontro de intelectuais no final do século XIX.


Rua do Centro histórico do Porto.



Erguendo-se frente ao centro histórico do Porto na margem sul do rio Douro, as Caves do Vinho do Porto são uma importante atração turística. Este vinho doce e fortificado é produzido a partir das uvas cultivadas na região do Douro e enviado para as caves de Vila Nova de Gaia, onde é preparado e envelhecido. Os visitantes poderão escolher entre as mais de 50 caves à beira-rio para descobrir as dezenas de variedades de Vinho do Porto, que é hoje um dos mais famosos do mundo.


As ruínas pré-romanas da Citânia de Sanfins constituem um dos achados arqueológicos mais importantes da península Ibérica. O sítio ocupa mais de 15 hectares e apresenta numerosos vestígios do Neolítico, que incluem muralhas, edifícios, estradas e instalações balneares. Há também achados da era romana, como pedras gravadas e cerâmica. O Museu Arqueológico da Citânia de Sanfins fica nas proximidades e é dedicado à conservação deste notável património histórico.


As Termas de São Vicente são famosas pelas águas de propriedades terapêuticas, especialmente no tratamento de problemas respiratórios e circulatórios. Situadas a cerca de 45 km para leste do Porto, são um excelente local para fazer uma pausa revitalizante e desfrutar dos seus tratamentos de spa tradicionais ou inovadores, além das ótimas instalações de hidroterapia.


Instalada perto da ponte sobre o rio Leça nas férteis terras da Maia, a Casa do Arco oferece aos visitantes a oportunidade de descobrir o rico patrimônio arquitetônico da área. A casa em granito data do século XVIII e os seus cinco moinhos de água desempenharam um papel importante na Idade Média, altura em que eram fundamentais para a moagem do trigo. Embora estejam hoje desativados, são ainda fascinantes para explorar.


O Museu Municipal Abade Pedrosa, em Santo Tirso, ocupa as instalações de um antigo mosteiro beneditino. Este museu municipal dispõe de quatro salas dedicadas aos achados arqueológicos recolhidos pelo Abade Joaquim Pedrosa no século XIX. As peças expostas dão testemunho das civilizações e culturas que se instalaram na região desde a Pré-História até à Idade Média.


Torre dos Clérigos



Não se pode esquecer que muitas das atrações da cidade do Porto estão em suas ruas e vielas antigas, na sua gente e na sua história. Por isso, coloque um tênis confortável e se perca, pois a própria cidade já é uma atração à parte!








Pérolas do Porto

Uma das coisas mais bacanas para se fazer na cidade do Porto é caminhar. A maioria dos points da cidade se encontram na parte histórica.


Um bom calçado para realizar essa façanha é aconselhado. Fique atento pois em cada esquina você poderá encontrar uma maravilha!




  • Café Majestic: Em 17 de Dezembro de 1921 pela autoria do Arquiteto João Queiroz, abriu um luxuoso café com o nome de Elite, situado na rua Santa Catarina, o local mais central da cidade do Porto.


    Mais do que um café, o agora chamado de Majestic conta a história da cidade. O Porto dos anos vinte, das tertúlias políticas e do debate de idéias. O Porto da "Bélle Époque", dos escritores e dos artistas.


    Localizado na avenida exclusiva para pedestres, lugar de comércio e passeio da sociedade de então e de agora, o Café Majestic iluminava o passeio com a sua decoração Arte Nova.


    Nos anos 60 do século XX, coincidindo com um certo adormecimento forçado das manifestações culturais do País, o Café Majestic começa, ele próprio, a adormecer. É um declínio lento mas contínuo.


    Em 1992, 71 anos após a inauguração, é decidido devolver-lhe a vaidade justa de ser um dos mais belos cafés do Porto. A 15 de Julho de 1994 abre novamente as portas, foram precisos dois anos para lhe puxar o lustro.


    Quem lá entrar encontra agora exposições, eventos e mesmo um certo mediatismo - por vezes é palco televisivo.


    Outra atração são as especialidades do Majestic, como é o caso das rabanadas envoltas num suave creme de ovos e frutos secos, uma delícia que acompanha perfeitamente o chá ou café nos dias mais frios.


    No almoço, as especialidades são o bacalhau à moda do Porto e o magret de pato perfumado. Não são esquecidos os melhores vinhos portugueses, incluindo os vinhos do Porto e as aguardentes velhas, que combinam na perfeição com as sobremesas de ou com os queijos.


    Maiores informações dessa pérola da Cidade do Porto, você encontra no site do Café Majestic, clicando aqui!

Café Majestic - uma pérola no Centro do Porto



  • Praias do Porto: As praias portuguesas possuem uma classificação bastante interesante. O símbolo (FL) indica as praias fluviais; (BA) indica as praias com bandeira azul; (NO) indica as praias oficiais de nudismo e (NT) as de nudismo tolerado.


    Sendo uma das maravilhas da cidade, não podem ser esquecidas de serem viistadas, abaixo você pode conferir um pouco mais de cada praia da cidade do Porto:


    • Praia do Castelo do Queijo: A sua paisagem é dominada por afloramentos rochosos que envolvem o areal e os seus visitantes. O curioso nome desta praia deve-se ao fato de estar localizada junto ao Forte de São Francisco Xavier do Queijo, uma antiga fortificação defensiva construída no século XV. O pequeno forte de forma maciça, com a entrada em arco e rematada pelo escudo de armas portuguesas, tem a denominação popular de Castelo do Queijo. Segundo a tradição, no local onde foi edificado havia uma enorme pedra de forma arredondada, semelhante a um queijo.

    • Praia do Homem do Leme: É uma praia do tipo rochoso, com 374 metros de areal, frequentada por muitas famílias, uma vez que dispõe de dois parques infantis. Tendo sido a primeira praia do Porto a obter o galardão Bandeira Azul, além de ser considerada Praia de Ouro e Praia Acessível e para todos. A estátua de bronze que presta homenagem aos pescadores e dá nome à praia situa-se à entrada, na Avenida de Montevideu. Da autoria de Américo Gomes (1934), este monumento presta homenagem aos pescadores, representados pelo homem que agarra vigorosamente um leme, que fazem do trabalho no mar a sua vida.

    • Praia de Gondarém/Molhe: A Praia de Gondarém também ostenta o galardão Bandeira Azul e Praia de Ouro. É uma praia com 115 metros de extensão e uma pequena faixa de areia. O nome desta praia compõe-se de dois étimos, «gund» que significa batalha, e «rimis» descanso. Gondarém seria, portanto, «descanso na batalha». Foi durante anos conhecida como Praia da Conceição, nome da sua banheira mais popular. Com um paredão de pedra que a preia-mar encobria, esta zona balnear era sobretudo frequentada por crianças. Nesse tempo, o ritual de mudança da Praia da Conceição para a do Molhe simbolizava a passagem da infância à adolescência.

    • Praia da Foz: Com bandeira azul e uma extensão de 168 metros, a Praia do Molhe deve a sua denominação à estrutura costeira, semelhante a um pontão, que avança para o mar e que delimita a área de banho. A partir dos primeiros anos do século XX passou a ser a estância mais importante da zona costeira portuense, cuja paisagem, embelezada pela Pérgola da Foz, é um dos postais ilustrados mais emblemáticos da cidade do Porto. Esta balaustrada de cimento foi construída, por volta de 1930 e funciona como um miradouro privilegiado sobre o mar. Toda a envolvente desta praia prende a atenção dos veraneantes, quer pela escadaria suntuosa, quer pelos bares de esplanadas cuidadas.
Praia da Foz na cidade do Porto.



Se você quiser saber mais sobre as praias de Bandeira Azul no norte de Portugal, clique aqui!



  • Francesinha: é um prato típico e originário da cidade do Porto, é constituída por linguiça, salsicha fresca, fiambre (presunto), carnes frias e bife ou, em alternativa, lombo de porco assado e fatiado, coberta com queijo derretido.


    É normalmente guarnecida com um molho à base de tomate, cerveja e piri-piri. Os acompanhamentos de ovos estrelados no topo do sanduíche e batatas fritas são facultativos.


    Existem variedades de francesinhas com cogumelos, frango, bacalhau, atum, vegetais, entre outras.


    Uma das teorias sobre a origem do prato remonta ao contexto da Guerra Peninsular, afirmando que as tropas napoleónicas costumavam comer sanduíches de pão de forma, onde colocavam toda a espécie de carnes e muito queijo.


    À época, não incluía um complemento que os portuenses passaram acrescentar – o molho, que dá um sabor diferenciado no sanduíche.


    Atualmente parece haver alguma unanimidade em atribuir os créditos da criação do prato a Daniel David Silva, empregado do Restaurante A Regaleira na década de 1950.


    Tendo trabalhado anos na França, Daniel Silva criou a francesinha com base na torta francesa, o "croque-monsieur", originando daí o nome.


    A Francesinha é um petisco de culto em toda a zona norte do país, em particular no Porto. Não é de estranhar que tenham surgido ao longo dos tempos, diversos grupos com o objetivo de ordenar e classificar as Francesinhas ou apenas de a homenagear.


Francesinha - Sanduíche exclusivo na cidade do Porto.



Para saber mais sobre a cidade do Porto e tudo o que está acontecendo por lá, visite o site oficial da Oficina de Turismo, clicando aqui!








Mapas do Porto

O Porto é a capital do distrito de mesmo nome, está situada no noroeste de Portugal e pertencente à região Norte e sub-região do Grande Porto.




Seu centro histórico está situado as margens do Rio Douro, onde a vida urbana e a modernidade dessa grande cidade se confraterniza com o contraste dos antigos casarões e a vida boêmia do bairro Ribeira.


E das margens do Rio a cidade segue em direção ao norte e a periferia, local onde as grandes indústrias estão instaladas.


O transporte público garante acesso a todos os pontos turísticos da cidade, com a aquisição do Porto Card o turista ganha bastante tempo ao se deslocar entre os locais de visitação.


O metrô também cobre toda a zona urbana, sendo a melhor opção de transporte.


O elétrico ou bonde não está incluso no Porto Card, tendo que ser pago a parte, mas como opção de passeio é bem interessante.


Andar pelas ruas do Centro Histórico também é uma boa opção, só o passeio já vale, mas com tantas atrações no percurso é ainda melhor!


Ainda existe a possibilidade de passeio de barco pelas águas do Rio Douro, com saídas a cada hora no Caís do Ribeira.



Mapa da Cidade do Porto


Baixe os mapas da cidade do Porto nos links abaixo:




topo